quinta-feira, 3 de março de 2011

Só uma noite...

Uma noite só, nada mais. Não vai ser preciso desarrumar a mala, nem guardar as roupas como de costume. A cama vai ser usada só uma vez, por mim, outros virão amanhã mesmo. Um único banho quente. Os canais da TV por uma noite. É o lugar de sempre, onde já estou acostumado a chegar, a falar com com as pessoas, a ser tratado pelo primeiro nome. Já faz uns bons anos que é assim. Estranha sensação, não vai dar tempo de enjoar, nem de reclamar da saudade de casa, mas também não haverá conversas antes de subir pro quarto... nada, só chegada e despedida.

Um comentário:

  1. Ihh.. você 'tá precisando do Cuenca nosso de cada dia, hein!

    ResponderExcluir